Dicas de Saúde e leitura


Fim

Os riscos e vantagens da musculação na adolescência


Autor(s): Ana Claudia Cotta - médica fisiatra da PróSaúde
Data de publicação: 04 / 03 / 2019


 

Os adolescentes têm se interessado cada vez mais cedo pela musculação, a atividade física mais popular atualmente. Não é raro ir à academia e encontrar meninos e meninas, ainda com 11 ou 12 anos, em uma malhação pesada, todos em busca do sonho de alcançar, o quanto antes, um corpo “sarado”. Porém, muitos questionamentos estão em torno dessa polêmica. Afinal, a musculação pode ser praticada ainda na adolescência? Ela atrapalha o crescimento? Qual atividade física mais indicada para essa faixa etária?

Há algum tempo, seria unanimidade entre médicos especialistas a proibição da prática da musculação durante a puberdade. Agora, ao invés da proibição, eles têm feito uma recomendação aos adolescentes e seus pais. “A musculação é segura e pode ser muito benéfica se for feita corretamente. Antes de iniciar seu programa de exercícios, o adolescente deve passar por uma avaliação médica para determinar objetivos e restrições nessa atividade física”, recomenda a médica fisiatra da PróSaúde Ana Claudia Cotta.

Ela conta que com a quebra do paradigma de que a musculação interfere no crescimento, os pais estão mais conscientes e a recomendação dos médicos tem aumentado. “A procura tem sido crescente nos últimos anos. Geralmente, a recomendação médica e a preocupação dos pais acontecem em virtude do aumento da prevalência e obesidade”, contou Ana.

A fisiatra Cotta alerta que o erro dos adolescentes é, geralmente, procurar a academia com o principal objetivo de ficar forte, desenvolver braços e pernas musculosos, e acabam aumentando por conta  própria a carga do exercício ou utilizando aparelhos que não devem. “Segurar os anseios dos jovens também é fundamental e deve ser prioridade do profissional responsável. É preciso ter em mente que a musculação não é proibida, mas deve ser feita dentro dos limites dos adolescentes”, explicou.

Segundo o professor de musculação supervisionada da PróSaúde William Licério de Souza, os exercícios com pesos, quando bem orientados, podem trazer vários benefícios para esse público. “A musculação melhora o condicionamento físico e cardiopulmonar, estimula a circulação sanguínea e o desenvolvimento motor, proporciona musculatura mais saudável, além de corrigir a postura”.

A idade correta

Entre os especialistas, ainda não há consenso sobre a idade ideal para iniciar a prática. Para Ana Claudia Cotta, o recomendável é na pós-puberdade. “Já podem praticar a musculação meninas a partir dos 12-14 anos e meninos a partir dos 14-16 anos de idade”.

Segundo William Licério, um programa de musculação para adolescente não precisa durar mais do que 40 minutos por dia, três vezes por semana. Mas ele destaca que o aumento da massa muscular não pode ser o principal objetivo. “A musculação para adolescentes é de importância para o crescimento muscular e ósseo, pois a partir de uma carga adequada que não exija muito dos tendões e ligamentos é possível iniciar um processo de adaptação muscular sem prejudicá-los”, explicou.
 
William conta que o treinamento físico para adolescentes é baseado em exercícios simples, de menor intensidade e sem carga ou com pesos mínimos. “Como na maioria dos casos eles são iniciantes em musculação, o ideal é ter cautela em relação ao número de séries, carga, exercícios, velocidade de execução e dificuldade dos exercícios, que devem ser baixos inicialmente. É necessário o aprendizado motor através de exercícios mais simples para, posteriormente, inserir os de maior grau de dificuldade”, detalhou.
 
Raquel Lamas tem 17 anos, mas já pratica musculação desde os 12. “Comecei a fazer musculação há cinco anos, quando descobri que precisava corrigir minha postura. Como consequência, consegui tonificar minha musculatura e melhorar meu condicionamento físico. Hoje eu me sinto muito melhor, não tenho dores musculares”, contou.

Ana Claudia, contudo, faz questão de lembrar que os pais precisam estar atentos aos filhos. “Se o adolescente começa a demonstrar muito cansaço, reclamando de dores musculares, pode ser excesso de carga. Se a alteração da forma física for muito expressiva em um curto período, pode ser que haja o uso de anabolizantes. É importante ficar de olho!”, atenta a médica fisiatra.

Serviço:
Clínica PróSaúde
Endereço: Rua Alvim Soares Bermudes, 91, Morada de Camburi, Vitória
Telefone: (27) 3024-0504